ECONÔMETRO

Economizados com os projetos da Comfort Lux

Economia volta a crescer e confiança do consumidor sobe 7,9% em junho 17/06/2016 | em : Novidades e mercado

Economia volta a crescer e confiança do consumidor sobe 7,9% em junho

Segundo informação da Serasa divulgada no dia 16 de junho, a economia brasileira voltou a crescer em abril. A alta foi de 0,2% em relação ao mês anterior, é o melhor resultado mensal desde outubro de 2014. Porém, na comparação com abril de 2015 a atividade econômica teve contração de 3,3%.

Entretanto, o indicador do BC apontou que o Produto Interno Bruto (PIB) ficou praticamente estável de março para abril, com uma alta marginal de 0,03% – interrompendo, ainda assim, uma sequência de 15 meses de retração do indicador.

Em nota, a Serasa afirma que, segundo os economistas, o avanço em abril é um sinal de que, "possivelmente, a recessão econômica, que já perdura por dois anos no país, esteja demonstrando seus primeiros sinais de esgotamento".


CONFIANÇA DO CONSUMIDOR AUMENTA: RESULTADO É A MAIOR PONTUAÇÃO DESDE ABRIL DE 2015 

De acordo com a FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), após 40 meses de quedas consecutivas, o ICC (Índice de Confiança do Consumidor) voltou a subir. O indicador alcançou 98 pontos em junho, alta de 7,9% na comparação com maio e de 8,2% em relação a junho de 2015. O resultado de junho é a maior pontuação desde abril de 2015, último mês em que o indicador esteve acima da barreira dos 100 pontos, que divide o otimismo (máximo de 200 pontos) do pessimismo absoluto (zero ponto).

Ainda que a base de comparação estatística dos últimos três anos seja fraca por ter se mantido baixa, a elevação demonstra o aumento da confiança do consumidor nos últimos meses.

A pesquisa mostra também que o IEC (Índice de Expectativas do Consumidor) subiu 7,2% na comparação com maio e 26,6% em relação a junho do ano passado ao atingir os 128,5 pontos neste mês. Foi o maior crescimento do IEC desde janeiro de 2010. O indicador também registra o maior nível desde fevereiro de 2014.

Fontes: G1, SM



+55 51 3362-1680